quarta-feira, 13 de julho de 2016

INTERVALADAS

Continuam as interrupções alongadas devido a variadas desculpas para não pedalar, visto que o que custa é começar, depois é sempre a descer, ou não.
Foi uma pequena volta 34 km, para ver como reagia ás pressões ou impressões nos joelhos, e a pressão na malvada, tal que estas paragens são formidáveis para distender o perímetro abdominal.
O Zé do Raio não foi mas foi sempre a importuná-lo e a desinquietá-lo, portanto teve sempre em pensamento, e a promessa de que numa breve oportunidade também iria.
Segue aquilo que já sabem...

Próxima revelação da taça da Juventude

As meninas á volta do rio

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

E assim começa...

Começa a seguir ao meio dia com uma temperatura a prometer um dia de verão.
Como não podia deiar de ser a voltinha adivinhava-se estensa, como tal dilatou-se para uns bons 35 kms e um acumulado de subidas de 380 metros.
Mesmo assim ainda estive perdido devido á abertura de novas ciclovias ,mas foi coisa pouca , ali para a zona de Alvalade.
A zona do Oriente ainda mantém os mesmos atractivos na hora do almoço.
E ainda a zona que deixa recordações apesar de não ter mais os degraus que saudosamente fazem parte da história do TTE.
Ainda assim desmontei, pois não é vergonha nenhuma, duas vezes.
No computo geral foi uma voltinha de purga.
Á já me esquecia do Zé do Raio, sempre presente em pensamento.
Para quando a voltinha sacramental?

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Já tardava

Depois de muitos contratempos e desalegrias lá resolvi dar largas á impetuosidade e vontade. Pondo-me a trabalhar para fazer 30 km deles, decorrendo sem contratempos e com consecutivas chamadas ao Zé do Raio,notando-se tambem a falta de forma, não sendo a redonda a mais ideal.
Ainda o convite do amigo Rui para o nocturno de 30 km, mas terá de ficar para outro dia, visto que a data de validade das pernocas expira em grande velocidade.
Segue algumas peligrafias.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Fácil, Fácil...

Para saberem como é fácil a atribuição de jerseys, basta ficar documentado a prova de esmerdalhanço, em foto ou em filme. Assim sendo o Teixeirinha lá se atirou para a valeta de um modo de fazer inveja aos mais competentes na coisa. A serra da Carregueira ainda continua cheia de surpresas, até para os mais preparados. Haja alegria pois no dia seguinte a aliança do enlace lá custou mais do que devia a chegar ao sítio devido.
Parabens e felicidades para o casal.
Logicamente na próxima oportunidade será entregue mais uma Jersey dos T.T.E.
A prova?
É já aqui ao lado....



Parecem facadas...e o dedinho deve ter inchado....he, he, he.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Espantralho

Numa voltinha em que éramos quatro e ficámos por metade, e aonde também fomos visitar outros estradões, não poderíamos deixar de registar as consequências póstumas de mais um tralho do Zé da Rocha, numa zona já castigada por um dos fundadores e impulsionador do grupo ARMAND.
Tivemos de encurtar a volta pois Zé da Rocha só me dizia-"tou tão Fu%$#o e esta Me$#a dói"
Segue fotonoveloreportagem:

um pedaço de capim é sempre bonito

parece que está escondido

mas eram só problemas técnicos

a corrente, percebem

quase lá

mais um esforço

...e aí vem ele cheio de ganas

aqui já doía

Ó prá perninha do menino

" tenho de ir...mais um pouco..."

desmontado também dá, eu desmontei também.

Entrega de Jersey á mais recente aquisição

Foi com pompa e circunstância que recebemos de braços abertos a mais recente aquisição do mundo betetista, para a nossa pequena associação- O Sr. Zé da Rocha - o Homem com mais tralhos por km, do que qualquer outro elemento do grupo. Vimos também o regresso da Tati, que é moça para não desisti, (só para rimar) e lá fomos dar uma voltinha para justificar o banho- Por Algés e Monsanto, cafézinho e volta.
Segue video da entrega e subsequentes fotos.



E aí está todo larocas.

O homem, que bela jersey, suada mas bonita

A Tati com ajuda psicológica

Chapa de grupo

...ainda e sempre, não há nada que não me aconteça...

a camisola dá mais impeto

Tati em perícia técnica

Jaquim ainda não se espojou não leva jersey

...calculando o próximo tralho

Contornando os degraus

Zé do Raio fulgurante

A ajuda não era necessária, ainda há duas jerseys


Softinha com o Anastácio

Há já algum tempo que não escrevia devido a falta de tempo (preguiça), mas a reunião com uma das mais icónicas figuras do pedalanço, tirou-me desta letargia. E como não podia deixar de ser a vinda do Anastácio aqui ao nosso cantinho verificou-se com muito prazer. Agora acompanhá-lo é que foi uma obra descomunal.
Depois de um repasto algures em Alvalade seguimos caminho até Monsanto aonde as silvas aguardavam o Sr. Zé do Raio, que ainda balbuciou qualquer coisa como-"tás fo$%&o Cabo", francamente não percebi.
Mas as silvas lá fizeram o seu papel.
Segue fotos.
Ele a carregar as baterias...

Digam lá se um par de estalos não fariam milagres.

....como é que te vou dar a volta???

Já em ponto de rebuçado

Mais nada

Aqui é que foi...

Ai as silvas, ai,ai...

já passou, mas as mazelas ficaram

O piqueno sabe...